Fretilin manifesta a Cavaco Silva preocupação com corrupção e má governação

O secretário-geral da Frente Revolucionária do Timor-Leste Independente (Fretilin), Mari Alkatiri, disse hoje que aproveitou o encontro com o Presidente da República, Cavaco Silva, para manifestar preocupações sobre a corrupção e má-governação do país.

 

"Foi um encontro de amigos mas aproveitei a oportunidade para dar os meus pontos de vista sobre a situação do país", afirmou à agência Lusa o líder do principal partido de oposição timorense.

 

Mari Alkatiri disse que deixou "bem registadas" as preocupações que tem relativas à corrupção, à má governação e às eleições legislativas, que se realizam a 07 de julho.

 

"Eu deixei claro que não acredito que vá haver violência durante o processo eleitoral", salientou também o secretário-geral da Fretilin.

 

O Presidente da República portuguesa, que se encontra em visita de Estado a Timor-Leste, recebeu hoje em audiência no Palácio Lahane, em Díli, o primeiro-ministro timorense, Xanana Gusmão, e o secretário-geral da Fretilin, líder do maior partido e da oposição timorense.

 

Xanana Gusmão não fez declarações, afirmando apenas tratar-se de um encontro de cortesia durante o qual foi lembrado tudo o que o Estado português fez pelo país.